Eu amo Rio Negrinho

Estudante do CAE Nova Esperança visitam sítios de produção agroecológica

Objetivo foi conhecer como é o dia a dia e a produção de alimentos nestes locais
14/06/2019 13:26

Os estudantes do Centro de Atendimento ao Estudante (CAE) Nova Esperança, do bairro Industrial Norte, estiveram nas unidades de produção agroecológicas Sítio Gerdilufa e Sítio Araucárias, ambas em Rio Negrinho. Os locais pertencem às senhoras Dinar Catarina Fuerst Mulhbauer e Ingrid Maria Fuerst Kurowsky.

As crianças foram acompanhadas pela diretora Márcia Fabiana dos Santos e as professoras Claudete da Cruz Fernandes, Adelaide Dolores Liebl, a estagiária Ivonete Gruber, a cozinheira Maria Isolete Nunes Rodrigues e a Auxiliar Juliana Aparecida Gessner. Além delas, esteve a técnica agrícola da Secretaria de Agricultura Karina A. Mateus, que juntamente com a proprietária ministrou um dia de campo para os presentes.

A visita foi programada em função do projeto “Horta na Escola: Sementes Pedagógicas”, onde o CAE Nova Esperança é parceiro, assim como demais escolas do município. Este projeto é uma parceria entre a Secretaria de Agricultura e Secretaria de Educação, que busca implementar Hortas nas escolas do município, em consonância com o PME (Plano Municipal de Educação) – Meta 1 e 2 – Estratégias 1.29 e 2.17. A ação visa a aproximação dos alunos com a “vida no campo” dentro da cidade, proporcionando contato com alimentos saudáveis e cuidados com o meio ambiente.

Na visita inicialmente as proprietárias das unidades de produção agroecológicas relataram a experiência de trabalhar com o sistema agroecológico e os benefícios que este sistema pode nos trazer. Na ocasião, a técnica agrícola da Secretaria de Agricultura juntamente com as proprietárias demonstraram na prática, os cuidados necessários para produzir alimentos saudáveis e de qualidade. Neste, foram abordados assuntos como a importância da proteção do solo para a ciclagem de nutrientes, preservação da vida existente no solo, como por exemplo minhocas, tatuzinhos de jardim, formigas e entre outros organismos existentes, cuidados com as plantas da horta, uso de fitoterapia e demais temas, além, de salientar a produção sem o uso de agrotóxicos ou adubos químicos.

Na unidade agroecológica Gerdilufa da senhora Dinair e o senhor Geraldo, dentre os temas abordados, explicaram aos alunos sobre o uso de homeopáticos para o tratamento de doenças das plantas e controle de insetos. E no sítio Araucárias da senhora Ingrid ensinou sobre os tubérculos, demonstrando na prática a colheita e cuidados.

 

Conhecendo as estufas

Os alunos puderam ter a incrível experiência de conhecer estufas de produção de plantas, diversas plantas como batata doce roxa, bata salsa, cenoura, temperos, açafrão e outros, que foram apresentados aos alunos. Muitos destes não conheciam como eram produzidos os alimentos, ficando assim maravilhados com as novas descobertas.

O sistema de agroecologia busca respeitar o ecossistema, ou seja, todos os organismos presentes no espaço onde se desenvolve a agricultura. Neste sistema, não é permitido o uso de agroquímicos prejudiciais à saúde, todos os organismos são respeitados para buscar o equilíbrio e assim trabalharem em harmonia. As agricultoras responsáveis pelas unidades de produção demonstraram aos alunos e professores a importância de preservar o meio ambiente e como realizar este procedimento, de maneira prática e simples.

Desta forma, a visita proporcionou aos alunos uma experiência fantástica, onde estes puderam observar o “laboratório vivo” e entrar em contato com este sistema benéfico de produção agrícola. Os alunos agradecem a incrível acolhida das senhoras Dinar, Ingrid e seus familiares aos alunos, professores e colaboradores do CAE Nova Esperança, que jamais esqueceram da experiência vivida neste dia.

Download das fotos em alta resolução
Carregando