Eu amo Rio Negrinho

Prefeitura de Rio Negrinho faz controle do borrachudo

Entrega de larvicidas visam diminuir incidência do mosquito no interior
08/04/2019 10:25

Você está no interior, e de repente, é picado por vários pequenos mosquitos, que causam forte dor e coceira. A cena infelizmente vem se tornando cada vez mais comum e o responsável é um pequeno inseto, conhecido como borrachudo. Para reduzir os ataques, a Prefeitura de Rio Negrinho vem fazendo o controle do inseto com o uso de larvicidas.

O trabalho é coordenado pelas secretarias de Agricultura e de Saúde e, na semana passada, entregaram quatro galões para moradores do interior que residem nas proximidades de rios – onde há a reprodução do mosquito. “É um trabalho que visa reduzir a quantidade de mosquitos que infelizmente estão se alastrando em nossa região”, explica o secretário de Agricultura Ronei Lovemberger.

O líquido é despejado no rio e por ser biológico, é seguro, eficaz e não tóxico, utilizado para controlar as populações de mosquitos e borrachudos, eliminando-os quando ainda são larvas. O produto não afeta os seres humanos e nem outras formas de vida como peixes, plantas e insetos benéficos que se alimentam de mosquitos. Ele é utilizado em todo o mundo, inclusive com liberação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para utilizar em água potável.

O Borrachudo

Ao contrário do mosquito da dengue, o borrachudo não gosta de água parada, e quanto mais sujeira tiver nos corpos d’água e proximidades, melhor para a proliferação. As larvas se alimentam de matéria orgânica, por isso, lixo e dejetos de animais devem ser acomodados em locais apropriados para não virar combustível para o criatório do borrachudo. Além da aplicação do inseticida, outras medidas que ajudam a controlar o borrachudo são a recuperação das matas ciliares com árvores nativas e não jogar lixo e dejetos animais nos córregos e riachos.

 

Download das fotos em alta resolução
Carregando