Eu amo Rio Negrinho

Aula interativa é destaque na EMEB Pioneiro Marcelino Stoeberl

Colagens, trabalhos em equipe e dinâmicas vem conquistando os alunos da disciplina
09/10/2018 08:59

Produzir conhecimento, superar desafios e motivar o aluno a aprender, como se estivesse brincando. Foram com esses objetivos que a professora Celeni Santana encontrou uma forma criativa de ensinar a disciplina de matemática para os alunos do 4º ano da EMEB Pioneiro Marcelino Stoeberl, em Volta Grande. Eles foram desafiados a colocar a mão na massa, através do tangram, onde deveriam recortar e montar desenhos de animais com formas geométricas. E o resultado não poderia ter sido diferente: os estudantes motivados, trabalhando individualmente e em conjunto, mostraram que as aulas criativas estimulam o potencial do aprendizado.

Segundo Celeni Santana, é preciso ainda driblar o medo que os estudantes têm pela disciplina e, que por vezes pode acarretar, em um receio quando esse aprendizado é colocado a prova. “Precisamos ainda mostrar para eles que aprender matemática também pode ser divertido, quando o aluno vai com medo e duvidando de suas capacidades dificilmente vai conseguir aprender algo”, conta. “São nessas aulas que vamos deixando de lado isso, para que no futuro eles não tenham tanta dificuldade na resolução dos cálculos”.

O objetivo da professora foi ainda auxiliar na melhora de dados do parâmetro educacional do país. Segundo o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica, (Saeb), no ano anterior cerca de 7 em cada 10 alunos do terceiro ano do ensino médio apresentaram nível insuficiente em língua-portuguesa e matemática. “Esse dado é muito preocupante e pode atingir não apenas os que estão dentro da escola, mas também o potencial que terão no mercado de trabalho”, lamenta.

Para reverter essa situação, a professora vem desenvolvendo uma série de atividades que exploram a disciplina de maneira mais dinâmica. No caso do tangram, o estudante tem a chance de perceber formas geométricas, de representá-las, de construí-las, de nomear objetivos e criar formas a partir delas. “Ele pode ser usado em aulas de matemática, pois estimula os alunos a desenvolverem a criatividade e raciocínio lógico, habilidades essenciais no estudo da disciplina”, complementa.

Download das fotos em alta resolução
Carregando