Eu amo Rio Negrinho

Casa Lar recebe palestra sobre primeiros socorros

No encontro, foram ensinadas ações rápidas direcionadas a adultos e crianças
25/09/2018 16:08

Sabendo que as situações de emergência podem ocorrer a qualquer momento e, que na maioria das vezes, o pânico pode acabar tomando conta das pessoas. A Prefeitura de Rio Negrinho recebeu nesta segunda-feira uma palestra sobre primeiros socorros para os funcionários da Casa Lar. A ação da Secretaria de Assistência Social foi coordenada pelo bombeiro Tiago Schroeder, que chamou a atenção que essas atitudes podem dar suporte para que o estado de saúde da pessoa não se agrave até que o socorro profissional chegue.

É de vital importância a prestação de atendimentos emergenciais. Conhecimentos simples muitas vezes diminuem o sofrimento, podem evitar complicações futuras e inclusive em alguns casos salvar vidas. Manter a calma e prestar o socorro sem agravar ainda mais a saúde da vítima são alguns dos pontos que foram ressaltados pelo bombeiro. “Essa palestra tem esse objetivo de ajudá-las em acidentes com crianças e adultos. Já que esses tipos de atendimento tem algumas diferenças”, ressaltou Tiago. “Vocês não devem auxiliar sem ter algum conhecimento, a intenção pode ser boa, mas muitas vezes podem complicar a situação da pessoa”.

Primeiramente, ao encontrar alguém caído e desacordado, a pessoa deve se aproximar, manter a área segura e começar os procedimentos. Com a mão esquerda, inclinar a cabeça e elevar o queixo da vítima para deixar a via área aberta, assim o ar consegue passar mais facilmente. Entretanto, se a vítima tiver sofrido um acidente, como atropelamento ou queda de altura, deve-se evitar mover o pescoço ou movimentá-la. “Assim, vocês devem posicionar as mãos entrelaçadas no centro do tórax, acima do osso da vítima, exatamente entre os mamilos, em cima do coração”, explica. “Fiquem com o corpo diretamente por cima das mãos, para que seus braços estejam retos e firmes”.

O próximo passo é fazer uma massagem cardíaca. “Pressione a região onde estão posicionadas as mãos de forma vigorosa, utilizando o peso do corpo como apoio”, frisa Tiago. Cada movimento gerará um afundamento de 5 cm do tórax, o que significa que a pessoa deve fazer um compressão ritmada por segundo. O procedimento deve ser realizado até o coração da pessoa voltar a bater ou até o socorro chegar. “Assim que a ajuda profissional chegar, você deve deixar o caminho livre para a equipe agir”, finalizou.

Para a secretária de assistência social Giseli Rückl Anton, a intenção da ação é dar mais segurança para todos os envolvidos na Casa Lar. “É muito preocupante que as pessoas ainda não saibam como agir em casos de acidentes, pois isso pode fazer a diferença na vida dessa pessoa e de alguém especial para ela”, comentou. “Por isso, acredito que com essa palestra todos puderam tirar algo positivo que será muito bem usado quando necessário”, comentou.

Download das fotos em alta resolução
Carregando