Eu amo Rio Negrinho

Escolinha de Karatê faz troca de faixas de atletas

Além do Karatê, a Prefeitura oferece várias outras escolinhas de iniciação esportiva e pedagógica, reunindo mais de 2.500 crianças
27/08/2018 08:59

O sábado à tarde foi especial para os alunos da escolinha de Karatê, mantida pela Prefeitura de Rio Negrinho, através da Fundação Municipal de Esportes. Durante o evento, os caratecas foram avaliados e houve a troca de faixas – um degrau a mais conquistado dentro da milenar tradição oriental. Além do Karatê, a Prefeitura oferece várias outras escolinhas de iniciação esportiva e pedagógica, reunindo mais de 2.500 crianças.

Durante o ato, o professor sensei Valdir Antunes ressaltou a importância da prática esportiva, que trabalha corpo e mente. “Obrigado por me confiarem seus filhos”, resumiu ele, que há anos atua na formação de karatecas em Rio Negrinho. Já o presidente da FME, Manoel Alves Neto, o Maneco, destacou o papel da Prefeitura na oferta de atividades às crianças. “Eles aqui estão tendo uma ocupação sadia, estão aprendendo coisas boas que levarão para toda a vida”, analisou ele.

Na sequência, os karatecas eram posicionados de acordo com a faixa e realizavam os movimentos necessários para demonstrar a técnica aprendida. Eles eram avaliados por karatecas com graduação maior.

 

Mente ocupada

Atualmente, 2.463 crianças de Rio Negrinho participam de oficinas de iniciação artística e desportiva, oferecidas gratuitamente pela Prefeitura de Rio Negrinho, através da Secretaria de Educação e da Fundação Municipal de Esportes. No contraturno escolar, eles têm aulas de Banda e Corpo Coreográfico, Tênis de Mesa, Dança, Teatro, Natação, Karatê, Futebol de Campo, Voleibol, Handebol, e Futsal.

A iniciativa visa promove atividades de contraturno escolar que procura aperfeiçoar as habilidades dos estudantes, explorando seus potenciais cognitivos, esportivos e criativos, fortalecendo valores e atitudes que contribuam para um crescimento harmônico e a formação da cidadania do jovem. “Procuramos oferecer atividades sadias para as crianças, para que elas possam ocupar o tempo livre quando não estão em sala de aula, e os resultados são fantásticos”, ressalta o prefeito Julio Ronconi.

A determinação para ampliar o número de oficinas pedagógicas em Rio Negrinho partiu do prefeito. “Era necessário oferecer algo a mais aos nossos estudantes, para o período que não tivessem em sala de aula, e as oficinas pedagógicas são um dos melhores instrumentos para isso”, analisa ele, ressaltando o empenho da Secretaria de Educação, através do Departamento de Iniciação Esportiva e Artística, e da Fundação de Esportes, para tornar o projeto realidade.

A ampliação teve início no começo do ano passado, inicialmente com o levantamento de quais modalidades de oficina teriam maior demanda de alunos. Para isso, uma pesquisa foi feita com todos os estudantes da Rede Municipal de Ensino, que responderam suas preferências e, com base no questionário, observou-se quais suas preferências.

 

Oficinas

- Banda e corpo coreográfico – 230 alunos

- Tênis de mesa – 219 alunos

- Dança – 379 alunos

- Teatro – 80 alunos

- Natação – 386 alunos

- Karatê – 130 alunos

- Futebol de Campo – 230 alunos

- Voleibol – 86 alunos

- Handebol – 423alunos

- Futsal – 300 alunos

Download das fotos em alta resolução
Carregando