Eu amo Rio Negrinho

Prefeitura amplia programa antipó em Rio Negrinho

A ação visa reduzir problemas de pó e de barro na via, que requer frequente manutenção devido sua declividade
22/05/2018 14:20

Nesta terça-feira, a equipe de infraestrutura da Prefeitura de Rio Negrinho trabalhou na aplicação do sistema antipó na rua Paulina Pilatti, no bairro Vila Nova. A ação visa reduzir problemas de pó e de barro na via, que requer frequente manutenção devido sua declividade. A aplicação foi a primeira camada e uma segunda etapa do processo deve ocorrer nos próximos dias.

Para o prefeito Julio Ronconi, o sistema antipó vem se mostrando como uma forma eficaz de dar melhor trafegabilidade às vias de baixo tráfego de veículos. “Nossa ideia é fazer em torno de 10 quilômetros de antipó neste ano, procurando beneficiar o máximo de ruas da cidade”, explica o prefeito.

Além da rua Paulina Pilatti, o sistema antipó já foi aplicado na rua Flávio Gonçalves de Oliveira (bairro Quitandinha), na rua Paulo Boehn (no Centro), e no terminal urbano central. A aplicação é uma emulsão asfáltica formulada com óleo de xisto, que impermeabiliza o solo deixando-o recoberto por uma capa betuminosa de excelente coesão superficial. “Ele elimina o pó e o barro, e não terá custo algum para os moradores, já que é considerada uma manutenção da rua”, ressalta o secretário de Infraestrutura Hélio Clemente.

O material vem sendo testado pela Prefeitura de Rio Negrinho como alternativa para as vias sem pavimento, já que apresenta baixo custo comparado ao asfalto, e ao criar uma capa, impede a formação do pó e da lama. Várias prefeituras do Brasil vêm adotando o sistema, considerado de baixo custo e com resultados relevantes para o fim do pó e da lama. Na região metropolitana de Curitiba, vários municípios utilizam o sistema com excelentes resultados.

Download das fotos em alta resolução
Carregando