Eu amo Rio Negrinho

Samae de Rio Negrinho é eleita terceira melhor de Santa Catarina

Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento divulgou o ranking que mede a eficiência dos prestadores de saneamento
14/12/2017 13:55

Nesta semana, a Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento divulgou o ranking que mede a eficiência dos prestadores de saneamento de Santa Catarina. Ao analisar 19 itens, o Samae rio-negrinhense ficou com a terceira colocação no geral, obtendo o nível prata dentro da agência reguladora.

Ao todo, a agência atende 190 dos 295 municípios catarinenses e o ranking é composto por 19 Indicadores de desempenho. ”A equipe do Samae se orgulha muito deste resultado e credita este sucesso ao fato do Samae ser público, municipal e ter sido sempre bem administrado por pessoal técnico, de carreira, comprometido com sustentabilidade dos serviços prestados”, ressaltou o presidente da autarquia Gilson Reckziegel.

 

Ações

Ao longo de 2017, o Samae de Rio Negrinho realizou várias obras e investimentos em Rio Negrinho, com o objetivo de dar melhores condições à qualidade da água servida a população, além de ampliar o atendimento com a rede coletora de esgoto e posterior tratamento.

Entre as obras, está a construção de novo reservatório no bairro Campo Lençol, com capacidade de 300m³. “Este reservatório veio a substituir os reservatórios antes existentes na Cohab Nova Esperança, aumentado a capacidade de reservação em 50 M³ . Também com esta ação eliminamos um antigo problema de utilização de imóvel de terceiro”, explica Gilson.

O Samae também realizou a substituição do parque antigo de hidrômetros, com a troca de 1800 hidrômetros, objetivando maior confiabilidade nas leituras e aumento de faturamento. “Demos continuidade do programa de combate de perdas, tivemos durante o ano com ações de substituição de hidrômetros antigos, eliminação de vazamentos, setorização e macromedição, resultados importantes no combate a perdas no sistema. Obtivemos uma redução de perdas na distribuição no ano de 2017 de 41,02% para 37,81%, de 260,70 litros/ligação/dia para 240,56 litros/ligação/dia. Com isto diminuímos a produção de água tratada e aumentamos os volumes micromedidos, desta forma economizamos em energia elétrica e em insumos para o tratamento e de contrapartida aumentamos o faturamento”, detalha o presidente do Samae.

Download das fotos em alta resolução
Carregando