Eu amo Rio Negrinho

Instituto Santé assume gerência da Fundação Hospitalar

28/09/2017 18:36

Uma nova fase na saúde rio-negrinhense. Assim o prefeito Julio Ronconi definiu a parceria firmada entre a Fundação Hospitalar Rio Negrinho e o Instituto Santé, que passará a gerenciar o hospital. A assinatura do contrato entre as duas entidades foi formalizada na tarde desta quinta-feira, e que passa a valer a partir do dia 1º de outubro.

Para Julio, o objetivo é dar um novo impulso à saúde. “Tenho certeza que a Fundação Hospitalar passa a ter outra cara, uma nova administração. Sabemos a expertise que o Instituto tem, trabalha com outros hospitais, e os resultados são muito bons. Agora o hospital estará em ótimas mãos e temos certeza que será uma referência na área de saúde na região”, ressaltou o prefeito.

O prefeito destacou ainda todo o envolvimento de empresários e membros da diretoria do hospital para que a contratação do Instituto fosse formalizada. “É a Prefeitura que fará o aporte financeiro para a Fundação Hospitalar, de R$ 32 mil mensais, para que o Instituto faça o seu trabalho. Isso só está sendo possível graças a esse excelente trânsito entre os poderes Executivo, Legislativo, e a comunidade em geral”, ressaltou Julio. Conforme ele, o trabalho é pelo bem do município, e a expectativa é que em breve avanços significativos sejam alcançados. “Estamos trabalhando para que a cidade cresça, e melhore também na área de Saúde. Temos grandes filas em várias cirurgias e exames, e o nosso objetivo é que isso que está emperrado, com muitos desses procedimentos sendo feito fora daqui, que ocorram em Rio Negrinho, para que o dinheiro também fique aqui”, destacou Julio.

Presidente do Conselho de Administração da Fundação Hospitalar, o empresário Alexandre Battistella agradeceu o empenho de todos, e falou do trabalho para chegar ao momento da assinatura. “Agradeço ao grupo que está detrás dessa administração, ao Julio que desde o primeiro momento que colocou junto a este projeto. Estamos a um ano trabalhando isso, as oportunidades que poderiam surgir, e esperamos que seja um divisor de águas, que o grande beneficiado disso tudo seja o município e as pessoas que aqui vivem”, celebrou Alexandre. Segundo ele, o objetivo inicial é buscar o equilíbrio financeiro da Fundação Hospitalar, e posteriormente trabalhar para oferecer mais especialidades. “Esse é um projeto não meu, mas de todo o grupo de pessoas que estão envolvidos, é um projeto da comunidade”, destacou Alexandre.

 

Vitrine

Presidente do Instituto, Tercio Kasten falou da responsabilidade perante a comunidade que o Santé passa a ter. “Viemos aqui com um propósito bem firme, de parceria na gestão, e que seja uma vitrine para nós aqui no Norte do Estado. Isso vai fazer com que o Santé consiga cada vez mais firmar o nome dele nesse viés que temos estatutariamente nos pequenos hospitais de Santa Catarina”, explicou o presidente.

Com o contrato com Rio Negrinho, o instituto passa a gerenciar quatro hospitais em Santa Catarina, já atuando também em Campo Alegre, São Miguel do Oeste e Dionísio Cerqueira. “Temos outras conversas, entrando em licitações de outros hospitais, mas sempre com a finalidade de que nós podemos dar uma virada, ajudar na virada da situação da Saúde de Santa Catarina”, esclareceu Tércio, dizendo que o instituto possui também uma relação muito próxima com o Fórum Parlamentar Catarinense. “Inclusive melhor que outros setores da economia. Isso tem trazido para nós um montante em torno de R$ 50 milhões para a área de Saúde. E da mesma forma com a Assembleia Legislativa, temos uma relação muito próxima”, destacou ele.

Download das fotos em alta resolução
Carregando